clementine?

não sei se foi do desmame. se é as duas porras de contas para pagar. o não ter emprego para as poder pagar. o ter um gajo daqueles. encostados. tanto em casa. como fora dela.

definitivamente não é do período.

Anúncios

 

assim. que faz ter esperança.

some outsidediptych

 

de meio comprimido decidi não engolir nenhum.

(sua desafiadora de médicos.)

que giro. voltar a ter sensações. acordar. os olhos abrirem quase automaticamente. não pensar que pregaram-me uma partida com super-cola 123.

ao 3º dia. maldição. começo a coçar-me de novo. e toma lá meio comprimido de atarax.

sonhos esquizos. dormencia. no corpo. na cabeça. insuflada de novo. irrita-me. não conseguir abrir os olhos.

 

levei uma reprimenda.

49.5 kg

mas fez as minhas maravilhas. como estou orgulhosa do meu corpinho.

a médica replica.

“diminuíste o atarax. dormes menos. e emagreces-te…

Sabes que este tratamento emagrece. tens que ter cuidado porque se emagreceres demais temos que parar o tratamento…”

é. se emagrece porque é que engordei? 6 kg?? não tenciono emagrecer mais. não tenciono engordar. não me assustas essa historia de parar o tratamento. e o meu corpo agradece menos estes kilos. olha. estou contente. leve. desinchada. activa. e acabou-se.

foi confirmada a hipótese de 100% de cura. a médica vai levar a reunião para se fazer mais um teste de marcador. é que segundo as normas com tão alta percentagem de cura não se faz mais teste nenhum até ao fim do tratamento.

ou seja em Setembro (!)

 

glass orthodoxy

 

estou farta de dormir. de dormir. e dormir mais. para no fim. acordar e andar aí encostada aos cantos.

pedi autorização ao médico da tola para diminuir a dose do sono. o que se traduz em meio comprimido de atarax.

corre tudo bem. menos sono. mais vida.

o problema é que. e já que estava com a mão na massa. depois de fazer contas à média de kilos por mês. tomei a decisão derradeira.

(quero lá saber da médica. ela ri-se. mas os kilos são meus. e eu não me rio nada.)

ao mesmo tempo que retiro meio atarax. também retirei metade das calorias diárias ingeridas.

 

brian m. viveros

 

odeio o meu cabelo. a minha cara parece uma cratera. as minhas sobrancelhas estão all over the place.

doí-me o estômago. estou cansada.

lá fora. pareceu-me um lugar muito estranho. perigoso.

Horror Photography by Joshua Hoffine

 

desta vez não revirava os olhos.

disse-lhe rejubilante que estava bem. que já não choro à noite. que durmo muito. que até custa a acordar.

o que eu não disse foi que dou tareias de meia noite à gata. simplesmente porque preciso de um saco de box vivo. e que quase que  desancava uma pobre coitada. simplesmente porque decidiu bloquear-me no fussasbook.